Buscar no site:

As três perguntas que realmente importam numa entrevista

As três perguntas que realmente importam numa entrevista

Saiba os principais critérios dos recrutadores.
Reportagem abre série sobre entrevistas de emprego

RIO - Esqueça de prestar atenção a cada uma das perguntas
daquele verdadeiro rosário que é desfiado por recrutadores
em cada entrevista de emprego. Na verdade, o que os
entrevistadores realmente querem saber é: Você pode fazer
o trabalho? Vai gostar muito do que faz? Conseguimos tolerar
trabalhar com você? É o que dizem executivos e CEOs, segundo
 matéria da Forbes. Eles explicam que cada uma dessas perguntas
pode ser feita usando diferentes palavras, mas que cada uma delas
é apenas uma variação dos seguintes tópicos, que guiam a escolha
de um candidato: habilidades, motivação e perfil.

Você pode fazer o trabalho? - A questão não se refere apenas
a habilidades técnicas, mas a liderança e a habilidades
comportamentais/interpessoais. A técnica ajuda a subir os degraus,
diz Kevin Kelly, CEO da empresa de recrutamento e seleção
Heidrick & Struggles. Mas, para se manter, diz, são necessárias habilidades interpessoais.

Você vai gostar muito do trabalho? - A motivação é um fator visto
como fundamental por muitos CEOs. Segundo Bill Guy, CEO do Cornerstone
International Group, a natureza da motivação é essencial. Guy diz que
funcionários jovens não querem meramente ser pagos por trabalharem duro,
mas vão trabalhar duro porque apreciam o ambiente e os desafios associados ao trabalho.

Conseguimos tolerar trabalhar com você? - Grande parte dessa questão, dizem
recrutadores, diz respeito a como o profissional se encaixa na cultura
da organização. Sem isso, em pouco tempo o profissional deixará a empresa.
Cerca de 40% dos executivos deixam as empresas ou são demitidos em
18 meses, justamente por não se ajustarem à sua cultura.

Segundo a coach Ylana Miller, da Yluminarh Desenvolvimento Pessoal,
numa entrevista o que mais é checado são, de fato, as habilidades
comportamentais do candidato. Para ela, os três aspectos básicos
observados são as ações, os resultados e como a pessoa fez para chegar lá.

— O candidato deve ser objetivo, saber se comunicar bem e ter um roteiro
da sua história profissional na cabeça, para poder atender ao que o
recrutador irá perguntar — diz Ylana. — A tríade é ‘fazer’, ‘saber fazer’ e ‘como fazer’.

Ela ressalta, porém, que a função de recrutar deixou de estar na esfera
somente da área de recursos humanos da empresa, e que há cada vez mais gestores recrutando:

— Infelizmente ainda existem muitos entrevistadores que se perdem numa
infinidade de questões sem importância.

O coach Diogo Hudson, da Statux, concorda que habilidades, motivação e perfil
estão entre os quesitos principais buscados numa entrevista de emprego. Segundo
ele, mesmo que o profissional seja muito bem preparado, é fundamental ter o
perfil da vaga - do contrário, seria perda de tempo. Ele explica que as
habilidades comportamentais são mesmo as mais procuradas, porque a chamada
geração Y está muito bem preparada, com pós-graduação e experiência no
exterior, então são essas competências que definem de quem será a vaga.

— Quem passa não é necessariamente o melhor candidato, mas quem se saiu melhor
na entrevista — afirma. — O candidato deve estudar a empresa, entendê-la e
descobrir no seu perfil o que pode somar a ela. Isso deve ser mostrado para o entrevistador.

Já na opinião do coach Silvio Celestino, os três quesitos são importantes, mas
 a questão é mais complexa: um futuro chefe avaliará se a pessoa tem habilidades
extras para ocupar posições relevantes no futuro. Ou seja, contrata-se não apenas
visando ao cargo em questão, mas pensando na capacidade de crescimento futuro do
profissional na empresa:

— Em uma entrevista, o profissional deve demonstrar que entende do negócio da
 empresa e que aprecia quando ela cresce e se destaca no mercado. Pessoas
conectadas desse modo com o negócio são as que possuem maiores chances de serem escolhidas.

Tags de assuntos » ,

Nenhum Comentário Para comentar clique aqui!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post.

Deixe um comentário

Siga-nos nas redes sociais:

  • Facebook RHFÁCIL

  • Linkedin RHFÁCIL

  • Grupos Yahoo RHFÁCIL

  • Twitter RHFÁCIL

Desenvolvido por MIMETISMO AGÊNCIA INTERNET.
Faça o site de sua empresa conosco!
Todos os direitos reservados à
RHFÁCIL Consultoria 2011-2012.