Buscar no site:

Grandes empresas recebem mais de mil currículos ao dia

Descobrir o nome de algum funcionário e enviar um currículo por e-mail é uma estratégia cada vez menos eficiente para quem procura emprego em grandes empresas. Diante da quantidade de candidaturas, que podem chegar a mil por dia, a manipulação humana de tanta informação fica inviabilizada. Para não cair no “buraco negro” de currículos jamais lidos, especialistas em RH recomendam que o candidato trilhe o caminho oficial: o cadastramento no site das companhias.

Segundo o Instituto Great Place to Work, o Bradesco foi a empresa mais procurada por profissionais no ano passado. O banco recebeu 420 mil currículos em 2010. Em segundo lugar ficou o Itaú (354 mil candidaturas), seguido de Volvo (350 mil) e Ambev (196 mil).

Diante desses números, a primeira “peneira” da seleção de candidatos precisa ser eletrônica. Ao usar os campos predefinidos, explica Luís Testa, diretor de marketing do site de recrutamento Vagas.com.br, as informações cadastradas pelo profissional poderão ser cruzadas automaticamente, quando surgir uma vaga adequada. “Ao alimentar o software com o perfil estabelecido, o RH recebe automaticamente a lista dos currículos adequados. A partir daí, começa a seleção”, explica Testa.

Aproveitamento. Segundo José Luiz Rodrigues Bueno, diretor de recursos humanos do Bradesco, o banco contratou 16 mil profissionais no ano passado. Para cada processo de seleção, pelo menos oito currículos foram considerados: ou seja, pelo menos 128 mil candidaturas incluídas no site passaram por um processo seletivo no banco em 2010. “O conselho é o cadastro pelo site, de maneira a permitir a consulta eletrônica. Esse é o tipo de candidatura mais viável.”

O executivo alerta, no entanto, que a maior parte das oportunidades disponíveis no Bradesco tem o público jovem como alvo. A maior parte das vagas é para escriturário – cargo de “entrada” nas agências bancárias – e para o call center da instituição. “A ideia é promover as pessoas, garantindo a progressão na carreira. Só no ano passado, fizemos 35 mil promoções. A pessoa que entra no call center sabe que não será deixada lá para sempre.”

O Bradesco ainda não desenvolveu uma ferramenta que garanta a permanência dos currículos cadastrados – hoje, parte das candidaturas é descartada depois do preenchimento das vagas a que se destinavam. Segundo Bueno, a capacidade de armazenamento de informações do site do Bradesco deverá ser ampliada nos próximos meses.

O Itaú mantém há dois anos uma ferramenta de cadastro de currículos – já são cerca de 700 mil profissionais cadastrados. O diretor de cultura e gente do banco, Marcelo Orticelli, afirma que as candidaturas armazenadas podem ser acessadas a qualquer momento para atualização. “Se a pessoa tem mais um ano de experiência ou fez algum curso, isso pode ser a diferença para concorrer a uma nova vaga”, diz.

De acordo com o executivo, a instituição contratou 17 mil pessoas no ano passado, entre substituições e novas vagas. A instituição recebeu, no ano passado, pelo menos 20 currículos para cada posição aberta. “O maior volume de contratações está na expansão das agências.”

 

Tags de assuntos » ,

Nenhum Comentário

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post.

Os comentários estão fechados.

Siga-nos nas redes sociais:

  • Facebook RHFÁCIL

  • Linkedin RHFÁCIL

  • Grupos Yahoo RHFÁCIL

  • Twitter RHFÁCIL

Desenvolvido por MIMETISMO AGÊNCIA INTERNET.
Faça o site de sua empresa conosco!
Todos os direitos reservados à
RHFÁCIL Consultoria 2011-2012.