Buscar no site:

SUPERQUALIFICADO MAS…SEM EMPREGO! ….É O SEU CASO?

 

 

 

 

 

 

Para cada panela…uma tampa específica.

 

Recentemente fui convidado pela TV Futura para falar sobre Superqualificados. Lá estava

comigo um exemplar dessa espécie. Fiquei tão empolgado com o tema que resolvi

escrever sobre o assunto.

 

Você se julga um superqualificado?

 

Superqualificados são pessoas raras. Representam um percentual mínimo de

uma população. Gozam de privilégios em economias muito competitivas.

São disputados nos momentos econômicos positivos.

 

MOMENTO ECONÔMICO E SUPERQUALIFICADOS

A empregabilidade das pessoas superqualificadas está intimamente ligada

ao momento econômico de um País. Lei da oferta e da procura. O Brasil experimentou

uma década de grande prosperidade. Mais clientes, mais demanda. Maior a necessidade

de inovação, maior a necessidade de gente com excelente formação. Daí

uma guerra por talentos. Salários em alta.

E agora? O inverso. Simples assim.

 

Os verdadeiros superqualificados são globais. Migram. São nômades. Se

você é superqualificado mas não está disposto a migrar, certamente estará

em desvantagem.

 

Conheço um Engenheiro da área de petróleo que voltou do exterior para

morar no RJ, nos tempos áureos. RJ caiu. Ele…CAIU FORA. Já está

no exterior. Muito bem empregado. Obrigado.

 

Se você ficou para apagar as luzes e não deseja migrar, certamente ficará

mais pressionado para reduzir as suas expectativas de remuneração. E fatalmente

não existirá um outro caminho. Exceto se iniciar uma carreiro solo…. empreendendo.

 

 

SETORES

A situação dos superqualificados também está ligada a importância de um determinado

segmento. Em uma País como o nosso, numa situação de economia em baixa, pode

acontecer de explodir a violência e a insegurança em DETERMINADAS cidades

(olha aí mais uma variável). Um determinado tipo de profissional superqualificado

por ser demandado, com mais frequência na indústria dos seguros, apesar de uma crise geral.

 

SUPERQUALIFICADOS E O PERFIL DE UMA VAGA

 

Seleção é um processo de comparação. Você versus um cargo mapeado

versus os demais candidatos.

 

Sempre quando vou abrir a fralda da minha filha, que ainda é um bb, nunca sei

o que está dentro dela. O mesmo vale para a cabeça do “julgador” responsável

por uma seleção. Por uma decisão.

 

Ninguém poderá julgar a decisão de uma empresa sem conhecer absolutamente

todos os detalhes envolvidos. Vejo todos os dias as pessoas expondo alguns

detalhes (olha a ética, hein?!) de processos seletivos sugerindo que sabem as

respostas. Ledo engano. O pior é acreditar que os responsáveis por tais julgamentos

são profissionais de RH. A maioria das empresas no Brasil não decidem contratações

com a ajuda de profissionais de Rh. Portanto em tais comentários existem

crenças e muito…ressentimento.

No máximo você poderá falar sobre si mesmo. Mas se não conhece o mapeamento

do cargo, se não conhece as outras pessoas que participaram (em detalhes)…você

está totalmente cego para avaliar.

 

Já viu alguém falando mal de um suposto RH numa situação onde a pessoa…GANHOU

O EMPREGO? Claro que não. No mundo dos negócios o que importa é: levou o troféu? Sim ou não.

 

 

SUPERQUALIFICADOS E O MERCADO DE SALÁRIOS

 

Alguém reclamou que em algumas empresas o processo já está automatizado. Ou seja, se

eu tenho uma expectativa de ganhar R$ 25.000,00/mês e nos parâmetros a empresa

inseriu um filtro para aceitar apenas pessoas com até R$ 19.400,00…esta pessoa

ficará de fora. Reformule a sua expectativa salarial. Muitos começam a ser chamados

a partir desta decisão que é inteligente e estratégica, dependendo do momento. Considere

formas complementares, na sua vida pessoal, para ajustar as suas finanças. Não se debata.

Pense numa solução. Sua família agradece.

 

Expectativa salarial é fator de eliminação sim. Se você tenta uma faixa de remuneração

que não está alinhada ao momento de mercado certamente ficará de fora. Conheço

gente teimosa que se recusa a ganhar menos, negando as leis de mercado. Ficar fora

do mercado por muito tempo pode representar um prejuízo financeiro (faça as contas) e

também a perda de oportunidades de novos conhecimentos. Lembre-se: recuar

também é uma forma de avançar.

 

E o pior: as vezes a pessoa vai aceitar um salário mais baixo 16 meses

depois. Faça as contas dos prejuízos.

 

 

SUPERQUALIFICADOS…PARA QUEM?

 

Acho que o termo superqualificado é muito relativo.

 

Sou superqualificado, independente da formação, quando sou VALORIZADO

por uma empresa. Quando estou alinhado a cultura e as necessidades dela.

 

Sou superqualificado quando sei fazer algo, que poucas pessoas fazem.

Novamente a lei da oferta e da procura.

 

Sou superqualificado quando as minhas atividades serão vitais para os clientes

internos e externos e isto vai gerar um resultado especial para a empresa. Independente

do momento econômico.

 

Não sou superqualificado “por si só”. Quando isto acontece me torno uma

pessoa arrogante. Sem humildade (a palavra está na moda).

 

 

Do que adianta um superqualificado disposto a inovar se ele entra

em uma empresa que não deseja a inovação?

 

Já fui superqualificado em um dos meus empregos. Forcei a barra para

conquistar o cargo mas no fundo no fundo estava infeliz com a remuneração

(muito comum quando o superqualificado consegue se recolocar em

um cargo “menor”). Mas a vida surpreende. Não é que dei dez passos

para trás e conquistei passo a passo numa trajetória de anos, o respeito

da empresa? Avancei e conquistei um salário muito interessante. E acabou

sendo uma das mais importantes empresas da minha vida.

 

Tudo é provisório.

Tudo é estratégico.

 

Desejo sucesso na sua estratégia profissional.

 

 

 

Sou

MARCOS SIMÕES

Psicólogo Organizacional. Coautor de 3 livros. Mais de 25 anos

de experiência em empresas dos mais diversos portes e negócios.

Contrate: (21) 2137-0710

 

Será que sou superqualificado? Será?

Tags de assuntos » , , , , , , ,

Nenhum Comentário Para comentar clique aqui!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post.

Deixe um comentário

Siga-nos nas redes sociais:

  • Facebook RHFÁCIL

  • Linkedin RHFÁCIL

  • Grupos Yahoo RHFÁCIL

  • Twitter RHFÁCIL

Desenvolvido por MIMETISMO AGÊNCIA INTERNET.
Faça o site de sua empresa conosco!
Todos os direitos reservados à
RHFÁCIL Consultoria 2011-2012.