Vinte motivos estranhos para pedir demissão

O número de pessoas deixando seus empregos tem crescido regularmente desde junho de 2009 nos Estados Unidos, número que chegou a 2,1 milhões em março (último mês disponível), segundo o Bureau of Labor Statistics. E para onde estão indo todas essas pessoas, afinal? Segundo artigo publicado pelo site da revista Fortune, como já era de se esperar, a maioria saiu porque conseguiu melhores oportunidades em outras empresas. Outras, no entanto, abandonaram o barco por razões, digamos assim, pouco convencionais. Para descobrir que motivos levaram essas pessoas a saírem do emprego, a OfficeTeam, empresa de recursos humanos, realizou uma pesquisa recentemente com 1.300 gerentes seniores de empresas de diferentes setores, que atuam nos EUA.

Alegações do tipo: tenho algo melhor para fazer

– O funcionário se demitiu para ir trabalhar no circo;

– Outro decidiu escalar o Monte Everest;

– A pessoa resolveu sair para aprender a tocar trombone;

– Para participar de um concurso de beleza;

– Para plantar maçãs.

Quando a desculpa tem a ver com o ambiente de trabalho

– Uma pessoa não quis continuar por causa do carpete;

– Outro caso: o funcionário não gostava da cor das paredes do escritório;

– Iluminação do prédio incomodava o funcionário;

– O profissional saiu porque não gostava do cheiro do escritório;

– O som das portas dos armários batendo também foi causa de pedido de demissão.

Casos em que nem seria necessário pedir para sair

– Um funcionário se afastou da empresa porque queria assistir a um torneio de futebol;

– Outro, porque queria assistir a um filme com a namorada durante o horário de trabalho;

– Um terceiro, para cuidar do cachorro;

– O chefe perdeu o cachorro que ganhara do funcionário, que, chateado, pediu demissão.

Pessoas que não estavam interessadas em trabalhar

– Um dos gestores entrevistados disse que um empregado se demitiu porque não queria trabalhar muito;

– Outro contou que um de seus funcionários deixou a empresa simplesmente porque não conseguia levantar pela manhã;

– Tem ainda aquele que disse que o trabalho o impedia de sair para se divertir;

– A que não queria usar roupas formais, como estabelecia a empresa;

– E o que disse ao chefe que estava ganhando muito dinheiro, sem merecer;

– Tem o caso de uma pessoa que saiu da empresa para viver de renda;